Será que é fome mesmo? Vem entender melhor sobre a insaciável vontade de comer dos cães!
0

Fome ou Gula? Seu cachorro vive com fome?

Fome mesmo ou será que é gula? Se seu cão parece estar sempre esfomeado, fique tranquilo, ele não é o único, aliás, a maioria dos cães são insaciáveis! Vem ler mais para saber diferenciar as coisas.

Fome e vontade de comer são coisas bem distintas, mas para a maioria dos cães é sempre hora de comer ou cobiçar a comida de alguém. Rs. Os cães são muito oportunistas e tem todos os truques e carinhas de fome na manga para conquistar os donos e garantir uma boquinha. Ao contrário dos gatos e dos humanos, os cães não param simplesmente de comer quando estão satisfeitos – e é por isso que os cachorros como um todo são tão propensos a obesidade e não podem ser confiados ​​para se alimentar à vontade.

Já falamos aqui que eles são muito bons em fazer expressões convincentes de fome, e a maioria dos cães tem compulsão em implorar ou “roubar” comida, a menos que eles sejam treinados a não fazer isso (ensinamos aqui). Quando se trata de encontrar alimentos, os cães também se destacam, seja caçando migalhas caídas debaixo da mesa de jantar, ou trazer algumas batatas fritas caídas do outro lado do parque.
A maioria dos donos de cães estão conscientes de como os cães são oportunistas em relação à encontrar comida e comer absolutamente qualquer coisa – mas existe uma questão comum entre os donos de cães que é saber por que seus cachorros sempre parecem estar com fome e prontos para comer, mesmo que tenham terminado a pouco uma refeição.
Neste artigo, responderemos a questão de por que os cães estão sempre com fome e o que impulsiona sua obsessão alimentar.



Saiba a diferença entre fome e vontade de comer.

Saiba a diferença entre fome e vontade de comer.

O seu cão está realmente com fome?

Assumindo que o seu cão é alimentado com uma quantidade adequada de alimentos por dia e esta é dividida em duas ou, de preferência, três refeições, seu cão deve sentir realmente fome pouco tempo antes de cada refeição – assim como nós quando estamos no ponto mais distante da nossa última refeição e prontos para comer novamente.
Isso significa que, a menos que seu cão esteja com uma dieta ou tenha um problema de saúde que aumente seu apetite, eles na verdade não estão com fome.

Então por que eles se comportam como se estivessem? Por que os cães são tão oportunistas quanto aos alimentos?

Então, se seu cão não está realmente com fome e nunca teve que passar fome nem se preocupar com a origem da próxima refeição, por que eles agem como se estivessem com fome o tempo todo e sempre fiquem atentos às coisas que podem comer? 
A resposta a estas questões se resume à evolução. Mesmo que os cães sejam domesticados e convivam ao lado de humanos que os alimentam por milênios, suas origens como caçadores selvagens ainda dirigem suas ações e comportamentos, como um traço instintivo que reflete os estilos de vida dos cachorros selvagens.
Como caçadores, os cães selvagens tinham que ser altamente oportunistas e sempre estar à procura de alimentos, a fim de garantir que eles pudessem obter comida suficiente para manter-se nutridos. A caça e a oferta de alimentos não são garantidas, ora pode haver muito para comer, ora pode haver nada. Por isso os cães evoluíram para comer sempre que surgir a chance, e nunca recusar uma refeição mesmo quando a comida é abundante, para compensar os tempos mais enxutos.
Esses traços evolutivos fortemente enraizados que ajudaram os cães selvagens a sobreviver, ainda estão presentes em nossos cães de estimação modernos, independentemente da raça.


Eles sempre querem mais! E isso tem muito a ver com seus antepassados e o instinto selvagem.

Eles sempre querem mais! E isso tem muito a ver com seus antepassados e o instinto selvagem.

Por que os cães comem quando já estão cheios?

O impulso para acumular alimentos e comer quando ocorre a chance significa que até hoje, os cães domésticos priorizam os alimentos e trabalham arduamente para obter o máximo possível, mesmo quando bem alimentados e até significativamente com excesso de peso. Isso significa que os cães continuarão a comer além do ponto de plenitude e, em alguns casos, tentar esconder, acumular ou enterrar alimentos que eles não conseguem consumir, para comer mais tarde, quando não há mais nada em oferta.
Além disso, durante os meses mais quentes do ano em que a comida era mais abundante na natureza, os cães comiam o máximo que pudessem para construir suas camadas de gordura para mantê-los durante o inverno, quando a comida é mais difícil de encontrar.

Problemas de saúde que aumentam o apetite

Como falamos antes, eles são oportunistas e não negam nenhuma comida, portanto é muito fácil para os cães acumularem quilos a mais e se tornem obesos. Para algumas raças mais propensas à obesidade, como o labrador retriever, é importante ter em mente que a obesidade pode levar a uma série de problemas de saúde em cães – mas também há uma série de problemas de saúde que podem, por si só, levar o cão a desenvolver um apetite quase insaciável.
Estes incluem hipertireoidismo e diabetes, que podem ter um impacto significativo na saúde do seu cão, mas que podem ser gerenciados com medicação. Isto significa que, se o seu cão parecer de repente estar muito mais esfomeado do que o normal ou se suas atitudes em relação à comida mudaram, vale a pena fazer check up no veterinário, apenas para garantir.


Fizemos um guia para te ajudar a identificar a diferença entre fome x gula.

Fizemos um guia para te ajudar a identificar a diferença entre fome x gula.

Guia Rápido

1. Sinais seu cão está com muita fome

Se a resposta à maioria dos itens a seguir for verdadeira, é improvável que o seu cão esteja só implorando, e pode estar mesmo com fome:
  • – Você geralmente não oferece restos da mesa. E toma cuidado com migalhas que possam cair no chão.
  • Você oferece petiscos caninos com moderação, em intervalos razoáveis e por motivos consistentes.
  • Você segue à risca as quantidades e horário das refeições.
  • – Você oferece a quantidade ideal de acordo com indicação do seu veterinário.
  • – Por conta de sua vida agitada, perdeu o horário de alimentar seu cão e deixou de oferecer uma refeição ou duas…
  • Seu cachorro perdeu um pouco de peso. Isso nem sempre é fácil de notar, já que as gramas são perdidas gradualmente.
  • Seu cachorro está começando de repente a se exercitar mais. E pode estar queimando toneladas de calorias.

2. Como ajudar seu cão com fome

Dependendo da avaliação acima, você precisará aumentar a dose diária de comida de seu cão. Mas se você alimenta seu cachorro regularmente e não aumentou seus exercícios diários, pode haver várias outras explicações para o seu intenso apetite

  • É possível que a ração que você está oferecendo não contenha os nutrientes que seu cão precisa e deseja.
  • Em caso de dúvida, verifique com seu veterinário sobre a marca de ração que você está oferecendo e a quantidade de comida que você está servindo em cada refeição.
  • Em alguns casos, um apetite aumentado pode ser o resultado de um problema gastrointestinal ou desequilíbrio endócrino. Se o problema persistir, você pode conversar com seu veterinário sobre diabetes, hipertireoidismo ou problemas pancreáticos.

 

Se ele estiver mesmo com fome, vale consultar o veterinário sobre a marca da ração e a quantidade oferecida.

Se ele estiver mesmo com fome, vale consultar o veterinário sobre a marca da ração e a quantidade oferecida.

3. Sinais que seu cão é simplesmente implorando

  • – Se você deu o motivo ao seu cão pensar que implorar, resultará em alimentação, há uma boa chance de seu cão estar implorando.
  • Se você começou a oferecer petiscos para distrair seu cão de comportamentos indesejados, como chorar ou latir, provavelmente incentivou ele à implorar sem querer.
  • – Outra possibilidade é que seu cão está entediado, e precisa de mais atividade ou distrações frequentes.

4. Como desencorajar esse comportamento (leia mais aqui)

Infelizmente, a prevenção é mais fácil do que a correção. Mas se você for consistente e disciplinado nas regras, vai conseguir corrigir esse comportamento

  • – Pare de alimentar o seu cão quando estiver comendo. Seu cão reconheceu sua vontade de compartilhar, então também pode aprender que você não está mais oferecendo sobras dos humanos. Eventualmente, ele ficará cansada de aguardar os resultados e irá desistir de implorar.
  • Se o implorar for intenso demais (ou simplesmente muito persuasivo), distancie fisicamente o seu cão da mesa durante as refeições. Você pode usar um portão para manter o cachorro em outra parte da casa.
  • – Ofereça brinquedo com petiscos, interativos para reter a atenção do cão durante as suas refeições.
  • Ser consistente. Isso significa o tempo todo. Não seguir as regras algum momento irá prejudicar seus esforços.
  • Seja paciente. Seu cão não alterará seu comportamento do dia para a noite. Leva tempo construir melhores hábitos.
  • – Satisfaça seu cão de outras maneiras. Leve o seu cão para um passeio extra (mesmo que curto). Seu cão anseia atenção tanto quanto comida, então ficar fora juntos pode ser ótimo para vocês!

Comentários

Lolita

Lolita

Mascote oficial do Pet shop Online Lolipet, sou uma misturinha de Husky Siberiano e Border Collie super querida por todos e muito esperta! Adoro brincar na praia, no parque, na lama e com a cachorrada toda! Sou uma cadela terapeuta e adoro dar carinho para quem precisa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *